Travessia PM Pablo Lira

O soldado Pablo Victor dos Santos Lira Alves, criado e ex-morador do bairro de Jardim Sulacap, morreu no dia 8 de abril de 2016, com 33 anos de idade, após ser baleado por criminosos um dia antes, na Mangueira, Zona Norte do Rio. O policial da Unidade de Polícia Pacificadora da comunidade chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu e a família autorizou a doação dos órgãos. Ele entrou na PM em 2013, era casado e tinha um enteado.

Conhecido pela alegria e descontração, tinha vários amigos pelo bairro e morreu cumprindo o dever, defendendo a corporação que escolheu abraçar e foi abraçado por toda comunidade, que reconheceu os belos serviços prestados do policial.

Justifica-se a colocação do nome “Travessia PM Pablo Lira”, em local existente há mais de três décadas, de vital importância e utilidade para os moradores, sendo oficializado e urbanizado pela Prefeitura do Rio, colaborando com milhares de residentes que tinham que atravessar um terreno desnivelado e de barro para acessarem suas casas.

A iniciativa é uma justa homenagem a um guerreiro, policial militar, que representará tantos outros policiais que morrem no cumprimento do dever, que é servir e proteger. Por isso, a comunidade quer dar reconhecimento a justa causa de todos agentes públicos da Segurança Pública do Rio de Janeiro.

Assine esta Petição


OU

Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua assinatura. Para se assegurar de que recebe os nossos emails, por favor, adicione o info@peticao24.com à sua lista de contactos ou à lista de remetentes seguros.

Publicidade Paga

Anunciaremos esta petição a 3000 pessoas.

Facebook