Petição dos estudantes do Instituto Superior Ciências da Saúde do

Os estudantes do estabecimento de Instituto Superior Ciência da Saúde do Norte – Vale de Sousa, por iniciativa e representando os restantes estudantes; abaixo assinados vêm manifestar o seu desagrado relativamente á toma da decisão do excelentíssimo Dux Institutus para a suspensão da praxe, por motivos que, em nosso entender, não se justificam.

1º O argumento do comunicado que nos foi enviado evoca que a imposição de insígnias deve ser um ato voluntário e gratuito.

2º Concordando, com este pressuposto o voluntariado e gratuitidade são relativos na medida em que: o estudante que não aderiu a praxe nunca poderá usufruir das insígnias de praxe. Mas se não adquirir a custo pessoal as insígnias (cartola, bengala, roseta, laço, fitas, grelo) e a respectiva pasta não pode ter acesso à imposição. Dai o nosso raciocínio de relatividade enunciada.

3º Nos anos anteriores os alunos poderiam vir à imposição adquirissem ou não o polo da comissão de curso. Este ano, está situação reverteu-se, por fatos óbvios (crise económica, menos patrocínios e outros). Deste modo a aquisição do casaco da comissão de curso passou a ser obrigatório para os que quisessem participar na imposição de insígnias.

4º Esta mudança parece não ter trazido grandes perturbações na comunidade estudantil, na medida em que cerca de 600 estudantes compraram o casaco.

5º Uma vez que existe a possibilidade dos estudantes optarem por adquirirem os casacos dos núcleos, de cada curso, ou o casaco da comissão de curso, ficou acordado manter esta possibilidade. O diferencial o valor do casaco, 8 euros, destinou-se a ajudar a comissão de curso na organização das actividades da queima das fitas.

6º A acrescer que os casacos já foram encomendados e torna-se necessário pagar.

7º Apesar de compreender os eventuais dissabores, em nosso entender, estes procedimentos/decisões das comissões de curso visaram, embora com mais encargos, continua a desenvolver a actividade de praxe. Acrescenta ainda que os caloiros que, aderiram a praxe vêm as suas expectativas não confirmadas numa etapa final deste processo.

 

Facebook